A Liga belga de futebol 2020/21 não vai ter campeão ou equipas a descer caso um motivo de força maior impeça que sejam disputados pelo menos metade dos jogos, decidiu hoje o conselho superior da federação.

Os ajustes no regulamento, motivados pela pandemia da covid-19, ditam que em caso de cessação definitiva da competição por motivos de força maior "serão fixadas consequências desportivas em relação à classificação após o último jogo disputado, desde que todas as equipas se tenham defrontado pelo menos uma vez e se tenha completado metade da fase clássica”.

Na Bélgica, as 16 equipas disputam a fase regular a 30 jornadas e posteriormente o campeão é encontrado num ‘play-off’ a seis equipas, que completam mais 10 jornadas com dois jogos entre cada uma.

O órgão federativo aprovou hoje uma série de normas preventivas para a próxima época, acautelando a possibilidade da pandemia do coronavírus poder obrigar ao cancelamento de competições desportivas, como aconteceu na temporada finda.

Se não for disputado o número mínimo de jornadas, não haverá campeão nem descidas: as posições das competições europeias seriam feitas de acordo com o desempenho médio das últimas épocas.

Um clube que tenha sete jogadores infetados com a covid-19 pode pedir adiamento de um jogo.

O protocolo contra a covid-19 prevê que um jogador com teste positivo deve ser excluído do grupo de trabalho por pelo menos uma semana e permanecer isolado.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 793.847 mortos e infetou mais de 22,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.