Pedro Mil Homens, diretor-geral da formação do Benfica, explicou à BTV os procedimentos dos 'encarnados' no âmbito da pandemia do Covid-19. O dirigente sublinha que o clube "elaborou logo um plano de contingência".

"Logo que a FPF suspendeu as competições de futebol jovem, o Benfica decidiu terminar todas as suas atividades e treinos e contactou os pais dos seus atletas residentes e organizou um processo de transporte em autocarros alugados e exclusivos, que levou os nossos cerca de 90 atletas para as suas residências. Todos os pais foram contactados previamente. Todas as viagens decorreram com alguém do Benfica a acompanhar os nossos atletas. Todos os pais dos cerca de 400 atletas receberam uma carta explicativa desta situação, com todas as recomendações e com os nossos contactos e das linhas especiais que o Benfica criou para contacto acerca desta situação", começou por dizer.

"As nossas equipas técnicas preparam planos individuais de preparação para os nossos atletas com a recomendação expressa de que esse processo de treino deverá acontecer em casa e nunca em espaços fechados, como ginásios ou piscinas. Para os estrangeiros residentes foram encontradas soluções em casa de colegas na zona do Seixal. Todos os atletas estão avisados de forma formal que não estão autorizados a viajar para fora de Portugal, que se devem manter em casa e seguir todas as indicações das autoridades de saúde e as do clube", acrescentou.

Pedro Mil-Homens explicou que os jogadores que necessitam de tratamento médico, "apenas dois casos urgentes", são transportados diariamente em viaturas do clube. Para os atletas que residem no Seixal e que tomavam refeições no Benfica Campus foi providenciada a "distribuição porta a porta" das mesmas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.