O futebolista Cristiano Ronaldo apelou hoje à defesa das florestas de mangal da Indonésia, na apresentação do internacional português como embaixador da Mangrove Care Forum Bali.

Em Telaga Waja, na ilha dos Deuses, o avançado do Real Madrid plantou simbolicamente um mangal, na companhia do presidente indonésio, Susilo Bambang Yudhoyono, da primeira-dama, Ani Yudhoyono, vários ministros locais e do agente luso Jorge Mendes, para internacionalizar a causa da defesa dos mangais.

«Eu estive em Aceh após o tsunami e lembro-me perfeitamente da enorme devastação que testemunhei. Foi durante essa visita que me dei conta da importância do ecossistema mangal em proteger contra o impacto das ondas, e o seu papel em salvar vidas e diminuir os danos do tsunami», afirmou o “capitão” da seleção portuguesa.

Na ocasião, Ronaldo reencontrou Martunis, o menino indonésio que em 2004, então com sete anos, foi encontrado com a camisola da equipa das “quinas” 21 dias depois de um maremoto que devastou o sudeste asiático, com quem já tinha estado em Aceh no ano seguinte, depois de ter assistido ao jogo de qualificação para o Mundial2006 entre Portugal e Eslováquia, no Estádio da Luz, em Lisboa.

A campanha lançada hoje segue o mote «Salvemos os mangais de Bali, salvemos o Mundo».

Ronaldo aceitou em março último tornar-se embaixador do Fórum para a conservação do mangal na Indonésia e assinalou que para si era um privilégio colaborar com esta causa.

A Indonésia conta com mais de 80 milhões de hectares de bosques, não obstante, a sua conservação está ameaçada pelo aumento das plantações de azeite de palma e madeira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.