Gianluca Vialli, antigo jogador da Sampdoria, revelou este domingo ter vencido a batalha contra um cancro no pâncreas com o qual lutava há 18 meses.

Em entrevista ao jornal italiano 'La Repubblica', o antigo avançado revelou estar feliz pelos exames não terem mostrado sinais da doença.

"Em dezembro completei 17 meses de quimioterapia, com um ciclo de oito e outro de nove meses. Foi complicado, mesmo para alguém resistente como eu, tanto física como mentalmente. Os últimos exames que fiz não mostraram quaisquer sinais da doença. Estou feliz, mesmo que o diga baixinho", revelou.

"A normalidade significa voltar a ver-me ao espelho e ver o cabelo a crescer de novo. Não tenho de desenhar as sobrancelhas com um lápis. Pode soar estranho, mas agora sinto-me mais sortudo que muitos outros", disse o antigo jogador antes de deixar uma mensagem relacionada com a pandemia vivida pelo mundo.

"Gostava que a famosa frase 'O que interessa é ter saúde'  se tornasse central. Desejo que nunca mais aceitemos qualquer corte na saúde pública, que pontes não colapsem e que a segurança das pessoas se torne uma prioridade", afirmou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.