Com o futebol suspenso até pelo menos 10 de junho, a Primeira-Ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, aumentou a ansiedade face ao regresso do futebol no país, colocando grandes reservas a um possível regresso das competições mesmo à porta fechada.

"Em relação a jogar à porta fechada, existem claramente riscos, isso tira completamente o risco dos grandes eventos? Se um jogo é realizado à porta fechada, mas passa na televisão o perigo é que as pessoas se juntem em grupos para assistir, por isso essas coisas têm de ser cuidadosamente consideradas", disse, em declarações reproduzidas pelo jornal britânico 'The Guardian'.

As declarações surgem numa altura em que, de acordo com o jornal, a Liga Escocesa procura começar a próxima época no inicio de agosto devido ao acordo dos direitos televisivos da prova, um acordo avaliado em mais de 180 milhões de euros com a Sky Sports.

Em relação à atual temporada, que se viu suspensa pela pandemia da COVID-19, os três escalões inferiores foram já dados como concluídos e o principal escalão está à espera da aprovação da UEFA para ser também dado como terminado, sagrando o Celtic como campeão pela nona vez consecutiva.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.