Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, revelou que a venda de Everton Cebolinha ao Benfica, por parte do Grêmio, rendeu cerca de 4,5 milhões de reais (cerca de 700 mil euros) ao Fortaleza, onde o jogador foi formado.

O negócio, explica o dirigente, salvou o clube da falência técnica e permitiu à direção ter os salários em dia.

"O dinheiro do Cebolinha salvou o Fortaleza. Se não fosse o dinheiro da venda do Cebolinha, estaríamos com salários em atraso. Foi uma bênção. Deus é tão bom que deixou para vender o Cebolinha quando a gente mais precisava. Foi para pagar débitos, pagar salários e trazer o clube até aqui com uma realidade boa comparada com outros clubes. Não está fácil. Mas a gente vai conseguir", destacou o dirigente no decorrer de uma transmissão em direto promovida pelo clube.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.