O piloto britânico David Henderson declarou-se hoje “não culpado”, em depoimento perante o tribunal de Cardiff, no julgamento sobre o acidente de avião que vitimou o futebolista argentino Emiliano Sala.

Henderson era o piloto que deveria transportar Sala de Nantes para Cardiff, mas delegou o serviço a David Ibbotson, de 59 anos, cujo corpo nunca foi encontrado, ao contrário do corpo do jogador, que foi recuperado do avião no Canal da Mancha.

David Henderson, que compareceu em tribunal numa audiência prévia, em 28 de setembro, é acusado de ter agido de forma “descuidada e negligente”, no acidente que ocorreu em 21 de janeiro de 2019.

A ação legal contra Henderson, de 66 anos, partiu da Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido.

No relatório final publicado em março, a Air Accidents Investigation Branch (AAIB) indicou que David Ibbotson perdeu o controlo do avião durante uma manobra realizada a alta velocidade para, "provavelmente", evitar o mau tempo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto