O mais recente relatório do CIES (Observatório do futebol) incidiu sobre que percentagem, na totalidade de minutos das equipas em jogos oficiais, foi feita por jogadores vindos dos escalões de formação das mesmas.

Numa análise a 60 campeonatos nacionais espalhados pelo mundo, os ucranianos do Dínamo de Kiev são o clube com mais minutos cumpridos por produtos da sua academia, cifrando-se nos 82,9%.

A equipa da capital ucraniana é seguida pelo FK Minsk, da Bielorússia (71,5%) e do Athletic de Bilbao (68,9%). Os bascos são assim o clube melhor classificado dos clubes oriundos do chamado 'Big Five', correspondente às cinco maiores ligas mundiais (Inglaterra, Espanha, Itália, França e Alemanha).

Neste contexto, o clube espanhol é seguido do Olympique de Lyon (45,6%) e do rival Real Sociedad (45,4%). De realçar que, nos dez primeiros lugares estão sete equipas espanholas; para além dos clubes bascos, Real Madrid, Barcelona, Valência, Osasuna e Las Palmas.

Se atentarmos exclusivamente ao campeonato português, é possível concluir que não existe nesta altura uma aposta global em produtos das academias dos clubes. O Benfica lidera esta classificação com 25,9%, distribuídos por sete jogadores; no segundo lugar surge o Boavista com 23,7%, seguido de FC Porto e Sporting com 21,9% e 16,9%, respetivamente.

De notar também que, no que toca à Primeira Liga, seis equipas não registam qualquer minuto de jogadores formados nos escalões de formação.

Relatório CIES 22/11
Relatório CIES sobre percentagem de minutos de jogadores da formação créditos: Imagem: football-observatory.com/

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.