Laszlo Boloni, treinador que lançou Cristiano Ronaldo na equipa principal do Sporting quando este tinha apenas 16 anos, recordou, em entrevista à France Football, como era treinar o agora tri-Bola de Ouro.

"Ao início tive de lutar contra os seus exageros nas jogadas e de corrigir algumas coisas. Não parava de fazer extravagâncias e de abusar das fintas", disse, acrescentando, no entanto: "a Cristiano perdoávamos tudo".

"É bom rapaz e próximo da família. Um competidor nato, que apesar de ser diferente dos outros, tinha uma maturidade fora do normal para a sua idade. Além disso, respeitava muito toda a equipa", garantiu ainda o atual treinador do Al-Khor, do Qatar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.