O treinador do Sporting B, Luís Martins, recusou hoje comentar o conflito existente entre o presidente do clube e os jogadores do plantel principal, afirmando estar “focado” apenas no seu trabalho.

“Nós não costumamos meter-nos na vida dos outros, mesmo que a vida dos outros seja ao nosso lado ou paredes meias. O Sporting está unido e não me parece que seja de todo relevante a minha opinião ou o que é que fiz para preparar este jogo ou deixei de fazer”, disse o técnico.

Luís Martins falava durante a conferência de imprensa, após a derrota por 4-2 com a Oliveirense em Aveiro, num jogo da 32.ª jornada da II Liga de futebol.

Apesar da insistência dos jornalistas, o treinador da equipa B do Sporting recusou falar sobre o atual momento que se vive no clube leonino.

“Depois de ter perdido aqui por 4-2 e dos problemas que temos na equipa B não estou interessado em referir outro tipo de situações que são externas ao nosso controlo”, afirmou.

Questionado sobre a possibilidade de o Sporting apresentar no domingo a equipa principal, Luís Martins disse que isso lhe passa ao lado.

“Nesta altura não sei de nada a não ser a análise do jogo Oliveirense-Sporting B. Eu trabalho no Sporting respeito muito a minha entidade patronal e estou interessado em realizar o meu projeto de formação. Tenho de defender o Sporting intransigentemente”, concluiu.

O presidente do Sporting suspendeu na sexta-feira os jogadores que subscreveram um comunicado contra as críticas de que foram alvo por parte de Bruno de Carvalho, e fez saber que terão de enfrentar a disciplina do clube.

Bruno de Carvalho tinha na quinta-feira criticado as exibições de alguns jogadores, a seguir à derrota em casa do Atlético de Madrid (2-0), na Liga Europa.

Os futebolistas reagiram então em comunicado, já na sexta-feira, com 19 jogadores do plantel, entre os quais Rui Patrício, William Carvalho, Coates, Gelson Martins e Bruno Fernandes, a manifestarem “desagrado” com as críticas do presidente.

Às palavras dos jogadores voltou a reagir Bruno de Carvalho, num texto apenas partilhado para os seus amigos na rede Facebook, em que anunciou processos disciplinares e a suspensão dos jogadores.

Já hoje, o treinador Jorge Jesus disse que os jogadores não estão suspensos e que Bruno de Carvalho lhe deu liberdade para convocar os futebolistas que queira para a receção de domingo ao Paços de Ferreira, da I Liga de futebol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.