O sonho de qualquer guarda-redes é acabar o jogo sem sofrer qualquer golo e ver a sua equipa ganhar. Quando é batido, o guardião nunca fica satisfeito. Pior é quando tem de ir buscar a bola ao fundo das suas redes demasiadas vezes. Foi isso que aconteceu a Ramilson Almeida, jovem guarda-redes do Holanda-AM, equipa que disputa a Copa São Paulo em juniores, no Brasil.

O guarda-redes sofreu 13 golos em apenas dois jogos, o que acabou por abalar a sua confiança. Ramilson Almeida ficou de tal forma afetado que acabou por se desligar das redes sociais e da internet. Mas a pressão por ter encaixado tantos golos em apenas dois jogos era tanta que o jovem teve de ser transportado para o hospital, com problemas estomacais, alegadamente provocados por stress.

"Procuro não olhar muito para as redes sociais, mas querendo ou não acabamos por saber de algo. Fico triste porque viemos a São Paulo para passar de fase, mas não correu como esperávamos. Só peço desculpas aos adeptos e a todos aqueles que acreditaram em nós", admitiu o jovem guarda-redes brasileiro.

Depois de observado por um médico esta terça-feira, Ramilson Almeida recebeu alta.

"Acordei melhor, fiquei só algumas horas na UPA. O treinador vai avaliar [se posso jogar], mas tenho fé que vai dar tudo certo. O médico disse que pode ter sido adrenalina do jogo", confessou, em declarações ao 'Globoesporte'.

No último jogo da fase regular, o Holanda-AM perdeu com o Serra-ES e saiu da Copa São Paulo com mais uma derrota. Antes, a equipa tinha perdido por 7-2 com o São Paulo e 6-0 com o Ferroviária-SP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.