Deco foi, esta sexta-feira, punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), mas como este tempo já passou desde que foi acusado o jogador do Fluminense foi absolvido.
«O atleta não teve a menor culpa do que ocorreu. Ficou claro isso. Pelo que examinei, não me resta qualquer dúvida que ele não quis se dopar», afirmou o relator do TJD-RJ Antonio Ricardo Correia. 
Recorde-se que Deco acusou Hidroclorotiazida (diurético) e Carboxitamoxifeno (metabólico) num controlo antidoping a 30 de março, alegadamente presentes em vitaminas que o brasileiro tomava.
«O mal já foi causado, agora não há como voltar atrás. Não pude ajudar a minha equipa na Taça Libertadores, por exemplo. Não gostaria que minha carreira fosse manchada com isto», disse o antigo jogador da seleção portuguesa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.