O Grémio de Porto Alegre, de Luiz Felipe Scolari, foi afastado da Taça do Brasil devido ao comportamento racista dos seus adeptos no jogo com o Santos, na passada quinta-feira, referente à primeira mão dos oitavos de final da competição.

Quando estavam decorridos 42 minutos, o guarda-redes do Santos, Aranha, queixou-se ao árbitro Wilson Pereira Sampaio de que tinha sofrido insultos racistas dos adeptos do clube de Porto Alegre.

A partida acabaria por chegar ao fim com a vitória do Santos por 2-0, mas o Superior Tribunal de Justiça Desportiva agiu 'a posteriori', ao excluir por unanimidade o clube após uma denúncia feita pela procuradoria e impor uma multa de 17 mil euros.

O organismo decidiu ainda suspender o árbitro por 90 dias e os seus assistentes por 60 dias, face ao facto de não terem incluído o episódio no relatório do jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.