Jorge Jesus está de pedra e cal no Fenerbahçe, mas o regresso ao Flamengo podia mesmo ter sido uma realidade.

Quem o revelou foi Marcos Braz, vice-presidente do clube carioca, que explicou porque é que o técnico português não voltou ao Brasil.

"Quando Jorge Jesus se ofereceu, o Flamengo tinha um treinador, tinha uma equipa técnica e nós entendíamos que não deveria haver qualquer tipo de mudança  naquele momento. Não é porque qualquer profissional quer treinar aqui, que vai fazê-lo. Não funciona dessa maneira", referiu em declarações no programa de televisão 'Arena SBT'.

Jorge Jesus saiu do Benfica em dezembro de 2021, mas recorde-se que nessa altura era Paulo Sousa que tinha sido contratado para novo treinador do 'Mengão'. Os maus resultados acabaram por ditar a sua saída do clube, que mais tarde optou pela contratação do técnico Dorival Júnior.

Na altura ficou-se a saber que Jorge Jesus tinha um claro interesse em voltar e até foi estabelecida uma data limite para o eventual acordo que nunca chegou a concretizar-se.

A 2 de junho, o antigo treinador do Benfica assinou contrato com o Fenerbahçe válido por uma temporada, mas um futuro regresso ao Rio de Janeiro não está fora de hipótese. Jorge Jesus tornou-se um ídolo no universo do Flamengo depois de ter conquistado alguns títulos importantes como a Taça Libertadores e o Brasileirão em 2019.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.