O árbitro, cujo nome não é mencionado pela revista, terá recebido um suborno da "máfis das apostas", que orquestrou a manipulação de jogos numa partida da Liga regional (quarto escalão), em Maio passado.

O escândalo de viciação de resultados ligados às apostas desportivas e desencadeado pelo ministério público de Bochum já foi classificado pela UEFA como o maior do futebol europeu.

Cerca de 200 jogos, entre eles quatro da Liga Europa e três da Liga dos Campeões, terão sido adulterados pela "máfia das apostas".
Os países implicados no escândalo são a Alemanha, Bélgica, Suíça, Croácia, Eslováquia, Turquia, Bósnia e Áustria.

Todos os jogos sob suspeita realizaram-se em 2009 e segundo a imprensa alemã os subornos variavam entre os cinco mil e os 25 mil euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.