O presidente honorário do Bayern de Munique, Franz Beckenbauer, desaconselhou hoje o treinador Jupp Heynckes, de saída do clube alemão de futebol, a regressar ao Real Madrid.

«Se eu o aconselhasse a ir para o Real Madrid, seria seu inimigo. Não deve ir. Com o ‘triplete’ [campeonato, taça e liga dos campeões] teve a sua despedida de sonho», considerou o “kaizer” ao diário alemão Bild.

Defendendo que o Bayern de Munique «deveria erguer um monumento» ao antigo treinador do Benfica, Beckenbauer insiste que, caso Heynckes deseje continuar ligado ao futebol, «escolha o cargo de selecionador ou de diretor desportivo de um clube».

O próprio treinador deverá anunciar o seu futuro numa conferência de imprensa marcada para terça-feira, enquanto o novo treinador do Bayern, o espanhol Pep Guardiola, é aguardado em Munique a 26 de junho.

Heynckes treinou o Real Madrid na época 1997/98, levando os madrilenos à conquista da Liga dos Campeões, depois de um “jejum” de 32 anos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.