Aos 45 anos, Dieter Hecking, ex-treinador do Hannover, cargo que deixou em Agosto último, foi um modesto jogador que alinhou na II Divisão alemã, mas como treinador ganhou alguma notoriedade no comando técnico do Aix-La-Chapelle, que dirigiu entre 2004 e 2006.

"Não aceitaria esta nova função senão tivesse a percepção de que tenho condições para fazer um bom trabalho", disse Hecking, alegando, ainda, que todos os treinadores "gostam de pegar numa equipa em situação difícil", como é o caso do Nuremberga, 17.º e penúltimo classificado na Liga alemã.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.