Os direitos televisivos dos dois principais campeonatos alemães de futebol para os próximos quatro anos vão valer aos clubes 1,1 mil milhões de euros (ME) por temporada, um decréscimo em relação ao último acordo, anunciou hoje a Liga.

Num negócio com um total de 4,4 mil ME entre 2021 e 2025, é a primeira vez desde 2002 que os direitos televisivos da ‘Bundesliga’ e da ‘2.Bundesliga’ não aumentaram, tendo sofrido mesmo uma ligeira quebra. O último acordo tinha ficado nos 4,6 mil ME.

Nas próximas quatro épocas, o ‘bolo’ de 1,1 mil ME será repartido pelos 36 clubes do primeiro e do segundo escalão na Alemanha.

A Sky e a DAZN, as duas emissoras atuais, vão manter os direitos dos jogos da liga alemã, embora a DAZN tenha ‘roubado’ à Sky a transmissão dos encontros realizados ao domingo.

“Não sabemos se esta pequena descida é efeito do coronavírus, mas é um negócio que oferece aos clubes a melhor estabilidade possível nestes tempos de incerteza. Os clubes sabem que estão seguros até 2025”, disse o presidente da Liga Alemã de Futebol, Christian Seifert, em declarações à imprensa germânica.

A Bundesliga foi o primeiro campeonato dos chamados ‘big 5’ a ser retomado, depois da suspensão devido à pandemia da COVID-19, que já provocou mais de 468 mil mortos e infetou quase nove milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

*Artigo corrigido às 18h49

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.