O Borussia Dortmund, finalista da Liga dos Campeões, vai deixar de incluir cláusulas de rescisão nos contratos com os seus futebolistas, afirmou hoje o diretor geral do clube Hans Joachim Watzke.
«Após vencer dois campeonatos, uma ‘dobradinha’ e chegar à final da Liga dos Campeões, agora podemos esperar que os jogadores se vinculem ao clube sem deixar uma porta aberta para a saída», disse o dirigente, em declarações ao diário germânico "Suddeutsche Zeitung".
Watzke deu como exemplos os contratos dos internacionais alemães Mats Hummels, Sven Bender e Marcel Schmelzer, que não têm cláusulas de rescisão, tal como ocorre com o avançado polaco Lewandowski, cujo vínculo ao clube termina em 2014.
«Não há cláusula, nem escrita, nem verbal», frisou Watzke, uma semana depois de ter sido conhecida a transferência de Mario Goetze, depois de o Bayern de Munique, adversário do Dortmund na final da “champions”, ter suportado os 37 milhões de euros estipulados pela cláusula de rescisão do médio alemão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.