O fraco rendimento dos jogadores no arranque da temporada do Werder Bremen levou a direcção a uma medida nunca antes tomada na história do clube: o congelamento de metade dos salários de Setembro.

A imprensa alemã revela que o mau momento da equipa, que está num modesto 13º lugar, com oito pontos em sete jogos, gerou um enorme descontentamento no seio da direcção, que planeava uma época com o título de campeão no horizonte. 

Assim, o português Hugo Almeida é um dos jogadores afectados por esta medida, não recebendo metade do salário do mês passado. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.