Cinco nomes que acabaram por ditar a saída de Ancelotti do Bayern Munique. Um jornal alemão veio agora revelar quais são os jogadores que estavam contra a liderança do técnico italiano.

Segundo avança o jornal Bild, os jogadores em causa acabaram por ser aqueles que mais tempo tinham no clube alemão: Muller, Robben, Ribéry, Hummels e Boateng.

Recorde-se que o presidente do Bayern Munique disse ontem que existiam jogadores que estavam contra o treinador e que foi por causa disso que o italiano acabou por ser dispensado.

Alguns desses jogadores já tinham expressado o seu desagrado público pelas decisões do treinador. No final do encontro com o Paris Saint-Germain, Robben foi uma dessas vozes.

Quando questionado se todos os jogadores apoiavam o seu treinador, o extremo holandês disse que não iria responder à pergunta.

Já a guerra com Ribéry era também pública. O francês revelou isso mesmo no encontro frente ao Anderlecht, quando foi substituído, ao minuto 77. O extremo atirou a sua camisola ao chão.

A publicação avança mesmo que o presidente do clube bávaro terá admitido numa conversa que cada vez que Ribéry é substituído no minuto 70, ligava ao dirigente a dizer que se iria embora.

Muller foi o terceiro nome a mostrar o seu desagrado público por Ancelotti. Depois de ser suplente frente ao Werder Bremen, na segunda jornada da liga alemã, o avançado alemão criticou:

"Não sei em que qualidades aposta o mister, mas parece que não são as minhas", referiu o dianteiro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.