A Liga alemã de futebol aprovou hoje a manutenção da possibilidade de uma equipa fazer cinco substituições num jogo, em vez das habituais três, na época 2020/21, mantendo uma medida aplicada no final de 2019/20.

Autorizada de forma excecional na maior parte dos campeonatos de futebol que retomaram após a suspensão causada pela pandemia de covid-19, para fazer face à maior fadiga e menor ritmo dos jogadores, a medida foi agora estendida na ‘Bundesliga'.

O plano, hoje aprovado numa reunião da Liga, junta-se ao da federação alemã para a Liga feminina e para a Taça da Alemanha, mantendo uma medida que vai ser implementada também em Portugal, que votou a extensão para 2020/21.

Em Inglaterra, um primeiro voto dos clubes reverteu a decisão, passando a aplicar de novo as três substituições para o regresso da ‘Premier League', ainda que uma nova reunião, marcada para hoje, possa ainda inverter o sentido.

A reunião, por via telemática, da Liga alemã discutiu ainda o regresso dos adeptos aos estádios, com os clubes a concordarem em desenvolver protocolos específicos para cada estádio, e para cada região, em articulação com as autoridades de saúde locais.

O Leipzig tem já permissão para receber cerca de 20% da capacidade do estádio, cerca de 8.500 pessoas, no arranque do campeonato, quando receber o Mainz em 20 de setembro, enquanto o Hertha terá quatro mil espetadores em Berlim.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.