O internacional alemão Mario Gomez anunciou hoje que deixará o Besiktas, clube campeão de futebol da Turquia, no qual alinha o português Ricardo Quaresma, em face da "situação política" no país após o golpe de Estado falhado.

“Não jogarei mais por este grande clube. A razão para a minha decisão prende-se com a situação política. A minha decisão não radica em nenhuma razão desportiva ou outra, mas sim nos acontecimentos terríveis dos últimos dias”, escreveu o jogador alemão na sua página na rede social Facebook.

“Espero que os problemas políticos possam ser resolvidos rapidamente”, acrescentou o jogador, melhor marcador do campeonato turco na última temporada.

A Turquia foi alvo de uma tentativa de golpe de Estado na última sexta-feira à noite, de que resultaram mais de 300 mortos e mais de 1.400 feridos.

Na sequência da tentativa falhada de golpe de Estado, o presidente turco, Recep Erdogan, admitiu que a Turquia pode repor a pena de morte no país.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.