O internacional francês do Bayern Munique pagou 40 mil euros ao Aviron Bayonnais para que o seu irmão François Ribéry jogasse no emblema gaulês.

A revelação foi feita pelo empresário Christophe Hutteau num livro editado este ano, intitulado de 'Mes secrets d'agent', em que o agente conta como o extremo do Bayern Munique pagou para que François jogasse no Aviron Bayonnais na sequência da falência do Calais.

"Estou na merda pelo meu irmão", disse Ribéry ao representante, pedindo-lhe que arranjasse uma solução para o seu irmão, surgindo depois a possibilidade de rumar ao Aviron Bayonnais, mas o clube francês recusou pagar as exigências salariais de François Ribéry.

Perante este cenário, Franck Ribery terá entrado então em ação para pagar cerca de 40 mil euros para que o emblema francês integrasse o seu irmão nos quadros.

"O Franck Ribery realmente pagou o contrato do seu irmão, que estava entre 33.000 e 35.000 euros. Um dos membros da direção reuniu-se com ele e ficou tudo acertado. No final, ainda fez uma doação, por transferência bancária, de 40 mil euros, referente a um salário mensal avaliado em 2,5 mil euros", disse Jean-Pierre Mainard, dirigente do clube em questão ao jornal Sud Ouest.

Apesar do ato fraterno de Ribéry, a carreira de François terminou precocemente aos 24 anos por causa de uma lesão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.