O ex-presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, sairá a 29 de fevereiro da cadeia, onde cumpre pena por fuga aos impostos, informaram autoridades judicias de Augsburgo, na Alemanha.

Hoeness está preso desde 2 de junho de 2015, depois de ter sido condenado a três anos e meio de cadeia, mas a redução de pena é habitual nos casos em que os reclusos revelam bom comportamento e são alvo de prognóstico de reinserção, segundo informação do tribunal que decidiu a libertade condicional.

O antigo dirigente já só passava as noites na cadeia, pois encontra-se a trabalhar com os escalões de formação do Bayern de Munique, uma das justificações para que o tribunal aceitasse a petição, condicionando-o, no entanto, nos próximos três anos.

Uli Hoeness foi considerado culpado de evasão fiscal no valor de 28,5 milhões de euros, nomeadamente em negócios privados, mas relacionados com a sua função no clube da liga germânica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.