A Associação Desportiva Relâmpago não dá a época futebolística por perdida em Santiago Sul, embora a suspensão do campeonato devido à pandemia da covid-19, com a sua equipa na luta pela permanência na 1ª divisão.

A presidente desta jovem colectividade, Sabina Fortes, disse a Inforpress que de momento a direcção está toda concentrada nesta luta contra a COVID-19, tendo inclusive lançada uma campanha de angariação “1 kg de alimento” destinada aos mais necessitadas, com o entendimento de que o grupo aposta sobretudo em trabalho de área social e que o desporto surge como forma de ajudar os mais necessitados.

Fortes manifestou o seu entendimento pela suspensão da prova por considerar ser uma medida aceitável para evitar a propagação da pandemia, e sublinhou que desde que a federação cancelou as provas, o seu clube de futebol suspendeu automaticamente toda a sua actividade, de modo a evitar aglomeração de pessoas.

Neste caso, destacou o papel desempenhado pelo treinador da equipa de futebol, que o mesmo considerou ser um técnico “muito sereno” e que soube olhar pelo lado positivo, tendo, igualmente, agradecido a compreensão registada no seio dos atletas que constituem o plantel.

Augura dias melhores para o Relâmpago, que o mesmo considerou ser uma “família unida”, de modo a que a equipa de futebol consiga os objectivos imediatos, que é a permanência na primeira divisão, “mas sem grande obsessão”.

A equipa do Relâmpago ocupa actualmente a penúltima posição do regional de Santiago Sul e encontra-se a quatro pontos do penúltimo classificado, o Vitória da Praia, com 14 pontos, num campeonato que a quatro jornadas do término tem como líder a Académica da Praia, que leva 11 pontos de vantagem sobre os segundos posicionados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.