A equipa do 1.º de Agosto ficou, esta terça-feira, mais próxima de sonhar em chegar a final da Liga dos Clubes Campeões africanos de futebol, após vencer o Esperance de Túnis por 1-0, com o majestoso golo de Buá.

Os “ militares”, campeões angolanos, que depois de eliminarem nos quartos- de final o TP Mazembe da Repúbica Democrática do Congo, com duplo empate, esta terça-feira, mesmo com pouco público nas bancadas conseguiram um feito que lhes permite sonhar com a passagem para a final da maior competição africana de futebol.

O médio Geraldo foi o maestro da tarde no maior estádio do país, canalizou todas as jogadas ofensivas dos angolanos, sendo sempre travado em falta sucessivamente sem que dai viesse uma advertência do juiz senegalês.

O trio Chow, Ibukun e Geraldo segurou o desafio no meio campo ante a um adversário de muita qualidade que deixou claro a sua supremacia perante aos donos da casa.

Bem organizados nos sectores defensivo e intermédio, o Esperance de Túnis, durante largos períodos da primeira parte segurava mais a bola e só não marcou porque a equipa do Rio Seco, mostrou ter na defesa o seu maior forte na referida competição continental.

Na segunda parte foram os tunisinos quem fizeram a primeira alteração em campo contrariamente ao 1.º de Agosto, que mostrou alguma segurança e confiança naqueles que entraram de inicio apesar dos apelos saírem da bancada a pedir a entrada de um outro que estivesse a fazer os exercícios de aquecimento.

A ousadia e a vontade de chegar ao golo do 1.º de Agosto, esteve mais visível no decorrer da segunda parte com ataques contínuos, mas em algumas ocasiões a falta de confiança bem como a má interpretação da equipa de arbitragem, faziam com que o representante angolano fosse adiando o tão almejado triunfo.

Buá que entrou aos 69 minutos, para ocupar a vaga de Mongo, precisou apenas de vinte para desmoronar a muralha tunisina, que recuou parcialmente no terreno, o médio do 1.º de Agosto com um forte remate de pé esquerdo bem colocado bater o guarda-redes Rami Jeridi, que ainda tentou se fazer ao lance.

Ao minuto 90 o Esperance poderia ter chegado ao tento da igualdade,mas a bola não levou o efeito desejado pelos visitantes.

O capitão dos tunisinos Kahil foi expulso quando se jogava o tempo de compensação depois de ver a segunda cartolina amarela por jogo violento.

O jogo da segunda “ mão “ realiza-se a 23 do corrente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.