O capitão da seleção do Uruguai, Diego Lugano, mostrou-se rendido ao futebol praticado pela Espanha após a derrota por 2-1 na Taça das Confederações.

Questionado no final do encontro na Arena Pernambuco a razão pela qual o Uruguai não conseguiu inverter o favoritismo espanhol, já depois de ter superado equipas como Brasil e Argentina, o defesa central de 32 anos elogiou a posse de bola da "Roja".

«Esta equipa da Espanha é muito superior às equipas do Brasil e da Argentina que já defrontámos. Não tenho dúvidas disso. Tem outro conceito tático, uma posse de bola que até hoje nenhuma equipa no mundo teve. Isso desgasta os adversários fisicamente. Quando consegues recuperar a bola já estás cansado, esgotado e parece não haver soluções pela frente. Não conseguimos fazer-lhes frente apesar de não estarmos bem fisicamente», começou por justificar Lugano na zona mista.

«Não conseguimos recuperar fisicamente do jogo contra a Venezuela. Estávamos sem força, sem pernas. Não conseguimos acompanhar a Espanha fisicamente, e tecnicamente eles são muito superiores. Para podermos fazer frente a uma equipa como esta temos de correr o dobro», acrescentou o defesa central o Paris Saint-Germain.

O Uruguai defronta na próxima quinta-feira a Nigéria, e para Diego Lugano esse será o jogo decisivo para o apuramento à fase seguinte uma vez que o Taiti é o elo mais fraco do Grupo B.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.