A União de Leiria anunciou hoje a constituição de uma nova sociedade anónima desportiva (SAD) para tentar o regresso aos campeonatos profissionais de futebol.

Em nota divulgada pelo clube, é explicado que o capital social inicial é de um milhão de euros, repartido em 40 por cento pela União Desportiva de Leiria e 60 por cento pela DS Investment LLP, empresa do grupo russo D-Sports.

O conselho de administração será constituído por cinco elementos: Alexander Tolstikov, presidente da SAD, e outros dois representantes da DS Investment, e dois do clube, Rui Lisboa, atual presidente, e Vítor Silva, da área financeira.

Contactado pela agência Lusa, Rui Lisboa assume este como "um casamento difícil", porque "foi necessário negociar e salvaguardar muitas coisas".

"Creio que os interesses do clube ficaram salvaguardados neste passo que, mais cedo ou mais tarde, pretendíamos dar, porque queremos regressar ao futebol profissional o mais rapidamente possível e dar ao clube a dimensão que já teve noutros tempos", disse.

No Campeonato Nacional de Seniores de 2015/2016, a União de Leiria vai apresentar-se com "uma estrutura profissional, de cariz ganhador", com objetivo de "lutar pela subida de divisão".

"Vamos ter atletas com estofo psicológico para aguentar a pressão de assumir uma subida. Temos um parceiro que parece vir com vontade de trabalhar e que tem alguma experiência, além de conhecimentos internacionais em mercados que podem ser bastante úteis a Leiria", descreve Rui Lisboa.

A preparação da nova temporada "atrasou-se algum tempo devido às negociações para constituição da SAD", mas há "acordos verbais com alguns atletas" e nos próximos dias "serão assinados contratos e tudo será posto em ordem para começarmos a trabalhar".

O início dos trabalhos está marcado para 13 de julho, com o mesmo treinador que terminou a época passada à frente da equipa: Jorge Casquilha.

"Este é um desafio interessante. Esperamos que seja uma página importante na história da União de Leiria", sublinha o presidente do clube e administrador.

Já o presidente da SAD, Alexander Tolstikov, assume que esta é "uma nova etapa para a União de Leiria".

"Estamos convictos que com o esforço de todos os intervenientes e com o grande apoio dos adeptos do clube, a cidade de Leiria vai voltar a ter um clube na elite do futebol português!", acrescenta, na nota divulgada pela União de Leiria.

É a segunda vez que a União de Leiria tem uma SAD, depois da anterior, formada em 1999, ter sido extinta em 2013 por decisão dos credores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.