A seleção portuguesa de futebol feminino de sub-17 empatou hoje com a Finlândia a um golo, no primeiro jogo da fase de qualificação para o Euro2017, totalmente controlado pelas jogadoras lusas, que pecaram pelo desperdício.

Depois de hoje a Itália ter ‘esmagado’ a Geórgia, por esclarecedores 8-0, no Estádio do Jamor, no outro jogo do grupo 5, a equipa das ‘quinas’ adiantou-se no marcador, aos 23 minutos, por intermédio de Ana Teles. No entanto, a Finlândia não desistiu de chegar ao empate e conseguiu, já na segunda parte, à passagem do minuto 71, por Enkkila.

Naquele que foi o primeiro encontro oficial na Cidade do Futebol, a seleção finlandesa entrou melhor na partida e, logo aos dois minutos, causou muito perigo para a baliza defendida por Bárbara Marques. Um livre cobrado por Enkkila para o coração da grande área viu as companheiras chegarem atrasadas para a finalização, perante uma defensiva lusa que foi lenta a reagir.

A seleção liderada por Marisa Gomes tentou responder de uma forma organizada, com transições rápidas e até dispôs de uma soberana oportunidade para se adiantar no marcador, através de uma grande penalidade, mas Ana Teles não fez melhor que atirar ao lado do poste (10).

Aos poucos, Portugal ia ‘empurrando’ a Finlândia para o último terço do terreno e, novamente, pelos pés de Ana Teles esteve quase a desfazer o nulo, porém o remate saiu com estrondo à barra da baliza de Kaivola, que estava completamente batida.

Ana Teles mostrava-se inconformada em campo e depois das duas ocasiões desperdiçadas conseguiu mesmo abrir o ativo na Cidade do Futebol. Na sequência de um canto batido de forma rasteira, a avançada portuguesa apareceu vinda de trás e, num remate de primeira, atirou para o fundo das redes (20).

O segundo tempo continuou a ser controlado pela seleção portuguesa, que nunca parou de procurar o segundo tento, face a uma Finlândia sem capacidade de resposta para o ataque acutilante das avançadas portuguesas.

Até final e sem mostrar muito para justificar o golo, a seleção nórdica conseguiu chegar a igualdade, aos 71 minutos. Depois de uma falta cometida dentro da grande área portuguesa, Enkilla, da marca dos onze metros, não desperdiçou da e bateu a guardiã Bárbara Marques.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.