Rui Duarte, treinador do Farense, analisou a partida em declarações veiculadas pela FPF.

Análise

“É difícil. Tivemos uma entrada muito forte no jogo, a mandar, a contrariar aquilo que sabíamos que o Mafra era forte. Chegámos à vantagem com todo o mérito. Não nos retraímos, tentámos fazer o segundo golo. Eles têm uma boa equipa com um estilo particular e isso não nos incomodou, mas obrigou-nos a correr bastante. Estávamos preparados para isso".

Derrota

"O futebol tem destas coisas. Podíamos ter feito o segundo golo e matado o jogo e sofremos no último lance. Sim é injusto [o resultado]. Nunca nos retraímos, apensar de estarmos a ganhar. Continuámos à procura do golo, sabíamos que tínhamos de fazer o segundo. Era o plano traçado e continuámos em cima. Fomos penalizados numa situação que já não esperávamos".

Objetivo conseguido

"Tínhamos o propósito de acabar a ganhar. Fazia todo o sentido nas nossas cabeças acabar com uma vitória e um título. O objetivo foi conseguido, uma época fantástica, faltou a vitória final. Tenho a certeza de que esta derrota não nos vai matar. O clube está a crescer e a dar a volta. Há uma onda positiva em Faro, as pessoas estão com a equipa e depois desta tristeza temos de nos unir e preparar o que aí vem, que é duro".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.