O Tribunal de Vila Real condenou esta quinta-feira a uma pena de multa um antigo dirigente de um clube e um militar da GNR pela co-autoria de um crime de corrupção na forma tentada nos distritais de futebol.

Os arguidos Emanuel Ferreira, militar da GNR, e Pedro Carvalho, antigo dirigente da Associação Desportiva e Cultural A Colmeia, da aldeia de Barracão, em Montalegre, foram condenados a penas de multa de 1200 e 720 euros respectivamente.

O caso remonta a Janeiro de 2009, quando a Polícia Judiciária (PJ) deteve Pedro Carvalho, quando este entregava 150 euros ao árbitro Jorge Fernandes, num negócio que foi intermediado por Emanuel Ferreira, também ele árbitro federado.

A detenção foi concretizada um dia antes do jogo entre o Colmeia e o Régua B, ambos da primeira divisão distrital da Associação de Futebol de Vila Real.

O árbitro Jorge Fernandes denunciou a tentativa de corrupção à PJ e actuou posteriormente como agente encoberto provocador, marcando um encontro com o dirigente do clube que levou à sua detenção em flagrante.

O Tribunal invalidou este meio de prova, tal como as escutas telefónicas, aceitando apenas a prova documental e testemunhal.

Por isso mesmo, apesar de estarem a ser julgados pelo crime de corrupção activa desportiva, os dois arguidos acabaram por ser condenados pelo crime de corrupção na forma tentada.

O Tribunal aplicou uma pena mais elevada a Emanuel Ferreira pelo que considerou ser uma «maior censura» de comportamento e pela «dupla responsabilidade» resultante da sua actividade profissional, tanto como guarda como de árbitro.

Contactado pela Agência Lusa, o Comandando Territorial da GNR de Vila Real disse que foi aberto um processo disciplinar ao militar, o qual aguarda pelo resultado definitivo do tribunal.

Apesar das várias tentativas, não foi possível obter uma reacção por parte do advogado dos arguidos ou saber se estes vão recorrer da sentença.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.