A União Desportiva de Leiria anunciou hoje que é credora da SAD de uma verba que "ascende a mais de 250 mil euros", o que prejudica o funcionamento dos escalões de formação, que envolvem "mais de 250 atletas".

Em comunicado divulgado na sequência do protesto da equipa sénior da SAD, que parou de jogar durante 30 segundos na 14.ª jornada do Campeonato de Portugal, o clube manifesta "solidariedade" com o plantel profissional, mas recorda que também é credor da sociedade desportiva.

"Além desse grupo de 30 profissionais, também o clube e os seus mais de 250 atletas têm sido vítimas do contínuo e reiterado incumprimento pela União de Leiria Futebol SAD das suas obrigações para com o clube, incumprimento esse que já ascende a mais de 250 mil euros", lê-se na nota divulgada na página de Facebook oficial.

A direção do clube sublinha que "se os atletas profissionais merecem ver respeitados os seus direitos fundamentais", nomeadamente "receber atempadamente os seus salários", também "os atletas da formação merecem que o clube veja os seus direitos respeitados" para "melhorar as condições de treino e de crescimento a proporcionar aos seus atletas".

Os dirigentes sublinham que "SAD e União Desportiva de Leiria são entidades absolutamente distintas", garantindo que o clube "nada deve a qualquer atleta, funcionário ou colaborador".

Num outro comunicado divulgado hoje, o plantel sénior da União de Leiria SAD anunciou estar numa situação em que "não estão reunidas as condições necessárias para realizarmos a nossa atividade", devido à situação de incumprimento salarial.

No início de dezembro, também a Câmara Municipal de Leiria fez saber que, após o plano de pagamentos estabelecido em maio deste ano, a sociedade desportiva mantém uma dívida para com o município superior a 140 mil euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.