A maioria dos credores da União de Leiria SAD decidiu hoje a liquidação da sociedade, ao rejeitarem o plano de viabilização na assembleia realizada no Tribunal de Leiria.

A SAD leiriense já tinha sido declarada insolvente no início deste ano e hoje 93% dos credores presentes na assembleia votou contra o plano de viabilização apresentado, que recebeu apenas 6,9% de votos a favor.

Depois de ter sido despromovida administrativamente da I Liga de futebol, em 2011/12, a SAD leiriense ainda participou na zona sul da II Divisão em 2012/13, tendo terminado o campeonato no sétimo lugar.

Os credores da União de Leiria SAD reclamavam 16,84 milhões de euros.

O plano proposto pelo administrador de insolvência no Tribunal de Leiria previa o pagamento às Finanças e Segurança Social a 180 meses, a regularização dos ordenados dos funcionários com juros de 4 por cento e o pagamento de 10 por cento do valor das dívidas aos restantes credores, num prazo de dez anos e sem juros passados ou futuros.

Na quarta-feira, o Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol considerou "inaceitável" e "um caso de polícia" os termos do plano de recuperação da SAD da União de Leiria, que previa, "na melhor das hipóteses, em 2030", o pagamento aos jogadores de apenas 10 por cento dos seus créditos.

Entretanto, a União Desportiva de Leiria, que integra a SAD da União de Leiria, solicitou uma Assembleia Geral extraordinária para discutir as consequências do futuro da sociedade desportiva.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.