A decisão da subida de Arouca e Vizela para a II Liga, tomada pela Federação Portuguesa de Futebol, deverá ser alvo de impugnação por parte de seis emblemas do Campeonato de Portugal que consideram ter sido prejudicados pela decisão, devido à não realização do habitual 'play-off', tal como a Federação terá dado a entender que iria ocorrer, segundo revelou o Fafe, um dos emblemas que quer impugnar a decisão.

Segundo o jornal 'A Bola', Fafe, Lourosa, Benfica e Castelo Branco, Praiense, Olhanense e Real Massamá terão estado reunidos na passada terça-feira de forma a definir os próximos passos na luta.

Em declarações ao matutino, o presidente do Praiense, Marco Monteiro, afirmou que o clube vai usar todas as armas ao ser dispor para lutar contra a decisão da FPF.

"Vamos até às últimas consequências. Esta é uma decisão administrativa que tem de ser impugnada, não tem lógica nenhuma, não falaram com clubes e associações. São decisões para fazer jeitinhos, mas não as vamos tolerar. Não brincamos ao futebol! Era mais juntos um sorteio por bolas do que isto... Estamos unidos e vão levar connosco até ao fim", disse.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.