O presidente da Assembleia Geral do União de Coimbra, Fernando Regêncio, confirmou à Agência Lusa que iria ter hoje à noite uma reunião com o presidente da Comissão Administrativa, no sentido de encontrarem uma forma de solucionar o problema e evitar a extinção do clube, um histórico da cidade.

Para tal, é necessário que haja um acordo entre o emblema da Cruz de Santiago e os nove ex-futebolistas do clube, que reclamam uma dívida antiga de cerca de 84 mil euros.

Por causa deste caso é que o União de Coimbra, que festejou no ano passado 90 anos de existência, não pôde inscrever, no início da época 2009/2010, jogadores e foi obrigado, pela primeira vez na sua história, a terminar com a sua equipa sénior, que tinha subido à III Divisão Nacional sob a égide do treinador Pedro Ilharco.

Foi também por isso nomeado, a título provisório, um administrador de insolvência, o que levou a cancelar a Assembleia Geral do passado dia 09 de Abril, que iria aprovar a transferência de alguns bens para um novo clube a criar.

Foi, entretanto, entregue na passada terça feira uma proposta de pagamento das dívidas aos ex-atletas pela actual Comissão Administrativa do União de Coimbra, que vai ser analisada e negociada entre as duas partes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.