“Fico feliz de estar a jogar, isso é fundamental. O treinador optou por mim e estou a tentar corresponder dentro de campo. Vou tentar manter essa regularidade para ser titular no Santa Clara”, afirmou Ney.

Na última época, sob a orientação do técnico Vítor Pereira, actual treinador adjunto no FC Porto, Ney foi poucas vezes o escolhido, tendo sido maior a rotatividade na baliza do Santa Clara.

“O ano passado houve maior rotatividade, houve jogos que correram melhor que outros mas também teve a ver com a opção do treinador. Mas eu respeitei sempre as escolhas do treinador porque ele tinha de ver o que era melhor para a equipa”, explicou.

Para o guarda-redes dos encarnados de Ponta Delgada, a ausência de vitórias no campeonato não têm correspondido ao desempenho da equipa dentro de campo.

“Infelizmente não conseguimos vencer ainda. A nossa equipa tem jogado sempre melhor que o adversário apesar de não conseguir vitórias. Vamos continuar a trabalhar firme e com pensamento positivo”.

Ney considera que tudo se trata de uma questão de tempo, porque “o grupo é novo e há mais dificuldades” e acredita que os resultados vão acabar por surgir.

Após o empate em casa com o Arouca (1-1), na estreia na Liga de Honra, o Santa Clara desloca-se domingo ao terreno do Leixões, em jogo da segunda jornada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.