Muita luta e pouco futebol foi o que se viu nesta partida realizada num péssimo relvado no Cartaxo.

Com mais posse de bola, o Penafiel foi o primeiro a criar perigo, aos 20 minutos, num remate do avançado Carlos Carneiro ao poste.

O mesmo jogador voltou a estar perto de marcar aos 41 minutos, através de um remate de pé esquerdo de primeira, em deixar a bola bater no chão.

Ainda antes do intervalo (44 minutos), o Penafiel chegou ao golo. Vítor, de livre direto, bateu o guarda redes do Carregado com um remate muito colocado.
A resposta do carregado, na segunda parte, foi ténue e só durou 13 minutos, até á expulsão de Marco Baixinho. A perder e reduzido a 10 unidades, o conjunto forasteiro assumiu, em definitivo, o controlo do encontro.

Aos 70 minutos, Vítor “bisou” e aumentou a vantagem do Pernafiel, numa grande penalidade, a punir falta de Mário Sérgio sobre Kanu.

Ainda antes do final, aos 80 minutos, os jogadores do Carregado voltaram a perder a bola no seu meio-campo e o brasileiro Michel, isolado, bateu o desamparado Thiago leal.

Vitória justa do Penafiel, que continua a somar pontos (20) e a sair dos últimos lugares, enquanto o Carregado é cada vez mais último da classificação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.