Fonte da SAD axadrezada explicou à Agência Lusa que o objectivo é “expor-lhes a situação” que o Boavista atravessa, com a expectativa de que possam reconsiderar a sua decisão e levantar os impedimentos, que se prendem com salários que não foram pagos.

O Boavista pretende marcar a reunião com “todos para o mesmo dia” e vai fazer as convocatórias tanto por carta como por telefone.

O presidente boavisteiro já tinha anunciado a intenção de lançar uma campanha de sensibilização junto desses ex-jogadores e técnicos, com o intuito de os tentar persuadir a suspender, provisoriamente, os impedimentos administrativos.

Tais impedimentos dizem respeito a cerca de 700 mil euros que o Boavista deve ainda e há vários anos a alguns seus ex-futebolistas, como o espanhol Toñito, e à equipa técnica liderada pelo montenegrino Zeljko Petrovic, que passou pelo Bessa a época 2006/07.

Se o Boavista falhar esta operação diplomática e não reunir o dinheiro de que precisa para poder inscrever jogadores no Nacional da II Divisão o seu destino é o campeonato distrital da Associação de Futebol do Porto.

Em simultâneo, a SAD decidiu investir noutra frente, numa corrida contra o tempo para evitar o pior. Com efeito, vai ser lançada “uma campanha de venda de cativos e camarotes para obter receitas” a muito curto-prazo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.