Tiago Mesquita, Diogo Vila e Pedro Moreira rescindiram unilateralmente os respetivos contratos com a Naval 1.º de Maio, alegando salários em atraso, revelou hoje o Sindicato do Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), em comunicado.

De acordo com o organismo, os três jogadores estão com seis meses de salários em atraso e, por isso, decidiram terminar a sua ligação à formação da Figueira da Foz, que na próxima temporada deverá disputar o Campeonato Nacional Senior (antiga II Divisão).

O SJPF acrescentou que a Naval 1.º de Maio, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) foram todos informados da situação dos três futebolistas.

Tiago Mesquita, de 22 anos, e Diogo Vila, de 23, são defesas portugueses, enquanto Pedro Moreira, de 30, é um avançado cabo-verdiano.

A Naval 1.º de Maio foi o 18.º classificado da II Liga na última temporada, mas não apresentou a candidatura para continuar a competir na prova, devendo por isso participar no Campeonato Nacional Senior.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.