“Recebemos o acórdão e, embora já estivéssemos à espera de algo semelhante, ficámos surpreendidos com o desrespeito feito aos sócios do Vizela. Lê-se no acórdão que dois juízes votaram por telefone. É um desrespeito ao Vizela e ao futebol português, mas é a Justiça que temos”, afirmou o vice-presidente, que teve hoje a confirmação de que o Vizela jogará no campeonato da II Divisão.

José Armando Branco salientou que o Vizela ainda “não se deu por vencido” e voltou a dizer que o clube minhoto se preparou para jogar na Liga de Honra. Agora o próximo passo é o recurso para os Tribunais Civis.

“Não baixamos os braços. Vamos agora preparar um recurso para o Tribunal Civil. Alguém tem de por termo a esta situação. As escutas foram retiradas do processo. Esta é uma situação baixa, para beneficiar alguns em detrimento de outros. Vamos até ao fim”, garantiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.