Mexer já pensa no jogo com a Zâmbia, da fase de grupos de apuramento ao CAN2015. O defesa central deu uma entrevista ao site oficial do Rennes onde abordou, entre outros temas, as aspirações de Moçambique no apuramento ao Campeonato Africano das Nações.

"O próximo jogo com a Zâmbia [sábado, 15 de novembro] será uma pequena final para a qualificação. É uma competição linda e espero não perder o meu lugar de titular no Rennes [caso Moçambique se apure para a fase final], sublinhou Mexer.

O internacional moçambicano trocou o Nacional da Madeira pelo Rennes de França, onde tem sido pedra fundamental na defesa da formação gaulesa, tendo já apontado dois golos na Liga. O jogador sente-se bem, apesar de alguns problemas com a língua. Pedro Henrique e Gelson Fernandes ajudam mexer nas traduções.

"Sinto-me bem no Rennes. A comunicação não é fácil mas estou num bom grupo. As presenças de Pedro Henrique e Gelson Fernandes ajudam-me a integrar. A mentalidade é boa. Temos jogadores talentosos, a equipa tem qualidade mas penso que não estamos no lugar onde devíamos. Se formos solidários, iremos subir na classificação", apontou o jogador.

Mexer diz-se "feliz com as últimas exibições" mas sublinha que é "capaz de fazer melhor". O seu ídolo na posição de defesa central é um ex-jogador do Benfica.

"David Luiz é o meu jogador-modelo. Joguei contra ele quando estava no Benfica. Gostei muito dele", atirou.

Na formação do Stade Rennais, Mexer faz dupla de centrais com Sylvain Armand, um jogador experiente que tem ensinado muito ao internacional moçambicano.

"Entendo-me bem com o Sylvain Armand. Falamos em francês e inglês para nos comunicarmos. Em todos os clubes onde joguei, tinha colegas mais velhos ao meu lado e isso permitiu-me ganhar muita experiência", fez notar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.