Jorge Jesus começou a sua carreira enquanto treinador do Flamengo com um empate na noite desta quarta-feira (1-1) frente ao Athletico Paranaense, em jogo da primeira-mão dos quartos de final da Copa do Brasil disputado na Arena da Baixada, no estado de Curitiba.

A equipa da casa foi a primeira a colocar-se em vantagem com um golo de Léo Pereira aos 50 minutos, mas antes, e ainda no decorrer do primeiro tempo, viu dois golos serem-lhe anulados por fora de jogo.

Os cariocas 'acordaram' com o golo do adversário e Gabriel Barbosa, vulgo Gabigol, empatou para o Flamengo aos 65 minutos. Na sequência de um lançamento de linha lateral, o ex-Benfica aproveitou a passividade da defesa adversária e reestabeleceu a igualdade no marcador.

Ainda antes do empate por parte do Flamengo, o encontro esteve interrompido cerca de cinco minutos para que um lance de possível grande penalidade fosse avaliado pelo vídeoárbitro. Após visualizar as imagens, o árbitro decidiu marcar uma falta de Marco Ruben sobre Rodrigo Caio antes do referido lance de possível penálti.

Nos minutos finais, o Athletico Paranaense viu ser-lhe anulado o terceiro golo da partida, também por fora de jogo.

Na estreia, Jesus fez alinhar Rodinei, Léo Duarte, Rodrigo Caio e René, à frente de Diego Alves, um meio-campo com Willian Arão e Gustavo Cuéllar, ao meio, e Vitinho e De Arrascaeta, nos extremos, e os avançados Gabigol e Bruno Henrique.

Aos 64 minutos, o ex-portista Diego e Everton Ribeiro substituíram Vitinho e Cuéllar, com um golo a aparecer no minuto seguinte, para, aos 82, Bruno Henrique ceder o lugar a Piris.

O encontro da segunda-mão está marcado para o próximo dia 18 de julho no estádio Maracanã, no Rio de Janeiro.

Em relação ao campeonato, os cariocas seguem, após nove jornadas, no terceiro posto, com 17 pontos, contra 20 do Santos, segundo, e 25 do líder e campeão Palmeiras.

A estreia de Jesus no ‘Brasileirão’ está marcada para domingo, com a receção ao Goiás (11h00 locais, 15h00 em Portugal continental).

Na Taça dos Libertadores, o conjunto carioca qualificou-se para os oitavos de final, fase em que vai defrontar o Emelec, com primeira mão em 24 de julho, no Equador, e segunda uma semana depois, em 31, no Estádio Maracanã, no Brasil.

Jorge Jesus, de 64 anos, está a cumprir a sua segunda experiência no estrangeiro, depois de pouco mais de meio ano (05 de junho de 2018 a 30 de janeiro de 2019) no Al Hilal, ao comando do qual conquistou a Supertaça da Arábia Saudita.

Antes, em Portugal, de 1989/90 a 2017/18, orientou Amora, Felgueiras, União da Madeira, Estrela da Amadora, Vitória de Setúbal, Vitória de Guimarães, Moreirense, União de Leiria, Belenenses, Sporting de Braga, Benfica e Sporting.

Destaque para os 10 títulos como treinador dos ‘encarnados’, entre 2009/10 e 2014/15, nomeadamente três campeões, uma Taça de Portugal, cinco edições da Taça da Liga e uma Supertaça, sendo que, pelos ‘leões’, somou uma Taça da Liga e uma Supertaça.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.