O Arandina, do quarto escalão do futebol espanhol, protagonizou hoje a proeza de afastar da Taça do Rei o Cadiz, da I Liga, na segunda eliminatória, enquanto Celta, Girona e Athletic Bilbau não deram margem a mais 'tomba-gigantes'.

O último classificado do grupo 1 do quarto escalão venceu o Cadiz por 2-1, mas Sérgio, o técnico visitante, apresentou um 'onze' constituído por jogadores pouco utilizados ou que nem sequer se estrearam na Liga, o que não invalida a sua responsabilidade de superar uma equipa amadora.

De resto, essa opção foi seguida por outros técnicos das equipas da Liga que defrontaram equipas do quarto escalão, embora o Girona, atual líder do campeonato a par do Real Madrid, tenha apanhado um pequeno susto, ao chegar ao intervalo a perder por 2-1 com o Orihuela, 13.º classificado do grupo 4 do quarto escalão, em casa deste.

No entanto, a formação catalã acabou por dar a volta ao resultado, fixando-o em 5-2, mas, para isso, o treinador Michel teve de lançar na segunda parte alguns dos habituais titulares para evitar o risco de um afastamento prematuro da Taça do Rei.

O Celta de Vigo também não esteve isento de um susto na visita ao terreno do Sestao, 18.º classificado do grupo 1 do terceiro escalão, quando a equipa local restabeleceu o empate a um golo aos 74 minutos, ‘suspense’ que durou apenas quatro minutos, altura em que o avançado grego Anastasios Douvikos ‘bisou’, aos 78, depois de ter inaugurado o marcador, aos 17.

Quem não deu mesmo hipóteses foi o Athletic Bilbau, na visita ao 16.º classificado do grupo 1 do quarto escalão, o Cayon, com dois golos marcados cedo, aos 22 e 26 minutos, pelo avançado Asier Villalibre, o segundo de penálti, e um terceiro já na segunda parte por Inãki Williams, aos 85.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.