A Taça Libertadores vai recomeçar em 15 de setembro, depois de ter sido interrompida em março, devido à pandemia de covid-19, anunciou na sexta-feira a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

A mais importante competição de clubes da América do Sul tinha sido interrompida em março, quando tinham sido disputadas duas jornadas da fase de grupos, com o Flamengo, de Jorge Jesus e campeão em título, a liderar o Grupo A, com seis pontos, a par do Independiente del Valle.

"O objetivo do regresso do futebol vai concretizar-se com aplicação estrita e responsável das medidas sanitárias por parte de todos os agentes do futebol, sempre tendo em conta a saúde de todos", referiu o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez.

Também em prova está o Santos, treinado por Jesualdo Ferreira, que está isolado no comando do Grupo G, também com duas vitórias em dois jogos.

A Conmebol, que também garantiu o regresso da Taça Sul-americana no final de outubro, revelou que os oitavos de final da Libertadores se vão disputar entre 25 de novembro e 02 de dezembro, os quartos de final entre 09 e 16 de dezembro e as meias-finais entre 06 e 13 de janeiro de 2021, não havendo ainda data prevista para a final.

A final da Libertadores deve disputar-se no Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro, e a da Taça Sul-americana no estádio Mario Alberto Kempes de Córdoba, na Argentina.

A covid-19 já obrigou a Conmebol a adiar para a 2021 a Copa América e suspender encontros da qualificação para o Mundial2022.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.