O Borussia Dortmund precisou esta terça-feira de “horas extra” para bater o secundário Munique 1860, com um triunfo por 2-0, e qualificar-se para a terceira eliminatória da Taça da Alemanha de futebol.

Na Allianz Arena, a formação do principal escalão teve muitas dificuldades em “furar” a barreira ultradefensiva dos bávaros, algo que só acabou por acontecer no prolongamento, aos 105 minutos, numa grande penalidade convertida pelo gabonês Aubameyang, que tinha entrado em campo pouco antes.

No lance que resultou no penálti, o Munique 1860, quinto classificado da segunda divisão, acabou por ficar reduzido a 10 unidades, devido à expulsão de defesa Stahl.

Com a equipa da segunda divisão alemã lançada na frente à procura do empate, o arménio Mkhitaryan acabou por confirmar a passagem do Borussia Dortmund para a próxima fase, ao finalizar com sucesso uma jogada de contra-ataque, aos 107 minutos.

No seu historial, o Borussia Dortmund conquistou a Taça da Alemanha por três ocasiões, a última em 2012.

Menos dificuldades teve o Wolfsburgo, que recebeu a bateu o também secundário Aalen, por 2-0, com golos de Diego e Timm Klose, num encontro em que poderá ter perdido o internacional português Vierinha para os próximos jogos.

O extremo luso, que foi titular, teve que ser substituído aos 34 minutos com queixas no seu joelho esquerdo e arrisca longa paragem.

O também primodivisionário Ausgsburgo seguiu para a terceira ronda da prova, com uma vitória por 3-0 no terreno do Preussen Münster , do terceiro escalão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.