A Real Federação de Futebol dos Países Baixos (KNVB) propôs hoje ao Governo um plano para o regresso do futebol profissional, que inclui jogos com espetadores nas bancadas em janeiro de 2021.

O KNVB quer que a competição retorne a partir de 01 de setembro com jogos à porta fechada e, numa fase posterior, em data ainda por definir, que os jogos possam ter um fluxo limitado de espetadores até janeiro, altura em que os estádios poderão encher-se de público.

A direção da Federação apresentou o seu plano de retorno à competição ao Governo através de videoconferência e o ministro dos Desportos, Martin van Rijn, avalizou-o, a fazer fé na reação positiva que expressou através da rede social Twitter sobre a reunião.

"O mundo do futebol depende em boa parte das receitas com a compra dos bilhetes. Infelizmente, não sendo isso possível por ora, estamos a analisar o plano da KNVB para o futuro", escreveu Martin van Rijn.

O mesmo calendário inclui o retorno aos treinos com contacto físico a partir de 24 de junho e um mês depois os primeiros jogos de preparação, como prelúdio para o início da temporada, a qual, por decisão governamental, não pode ter início antes de 01 de setembro.

Por outro lado, a Federação solicitou ao executivo ajuda de até 150 milhões de euros para garantir a sobrevivência das equipas da I e II Ligas mais afetadas pela pandemia da covid-19.

Essa quantia cobriria parte do dinheiro que os clubes holandeses deixaram de arrecadar devido à crise do novo coronavírus, cerca de 400 milhões de euros de acordo com os cálculos da Federação.

O restante dinheiro proviria de um fundo conjunto dos clubes holandeses que participarão nas competições europeias nas próximas duas épocas, ainda que as percentagens que caberiam a cada um desses clubes não esteja determinada.

"É bom que a Federação demonstre que o mundo do futebol profissional tem capacidade e soluções para resolver, por si próprio, os seus problemas", observou o ministro dos Desportos.

A temporada 2019/20 da ‘Eredivisie’ foi suspensa a nove jornadas do fim devido à pandemia da covid-19, o que levou a Federação a declarar o campeonato nulo e a cancelar promoções e descidas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.