Em entrevista ao NCR, o guarda-redes do Ajax revelou que já três anos esteve perto de assinar por um clube italiano, mas que o negócio acabou por 'cair' devido à sua cor de pele.

"Disseram 'acreditamos que Onana é um grande guarda-redes, mas infelizmente não podemos contratá-lo. Um guarda-redes negro poderia trazer-nos muito problemas com os nossos seguidores'. Claro que esta afirmação magoou-me, mas para ser sincero também fiquei feliz. Teria sido pior se tivessem pensado que era demasiado mau para eles", admitiu.

No entanto, o guardião garantiu que é algo que não lhe tira o sono. "Não posso mudar o que sou. Por que razão deveria preocupar-me? Sou negro e africano e tenho orgulho nisso. Se não agrado a alguém porque sou negro, não há problema. Não me importa", frisou André Onana.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.