As autoridades polacas recomendam os adeptos russos a não exibirem símbolos da era comunista durante o Euro2012 em futebol, recordando que, segundo as leis da Polónia, o comunismo e nazismo são equivalentes.

«Considero que ninguém irá implicar com as ‘t-shirts’ com a inscrição ‘URSS’ [União das Repúblicas Socialistas Soviéticas]. Mas recordo que, na Polónia, a foice e o martelo são equiparados a símbolos nazis e são proibidos por lei. Espero que nesta base não ocorram incidentes», declarou à imprensa Jaroslav Ksenjek, vice-embaixador da Polónia em Moscovo.

«Quanto ao que se irá passar nas tribunas, as regras da UEFA regulamentam claramente o que se pode levar, que apelos podem ser exibidos», acrescentou o diplomata.

A Rússia enfrenta a Polónia, em Varsóvia, na segunda jornada do Grupo A, no dia 12 de junho, dia nacional da Rússia. Nesse dia, em 1991, o Parlamento Russo aprovou a declaração de independência do país, que fazia parte da URSS.

Grupos de adeptos russos convocaram para esse dia uma marcha na capital polaca e, tendo em conta as difíceis relações históricas entre os dois países, alguns analistas não excluem a possibilidade de confrontos com adeptos da seleção polaca.

A Polónia foi várias vezes dividida pelas potências vizinhas: Alemanha e Rússia. Ela foi um país satélite da URSS entre 1945 e 1989 e são numerosos os polacos que colocam um sinal de igualdade entre soviéticos e russos.

Segundo comentadores desportistas russos, o hino russo poderá ser recebido com fortes assobiadelas pelos adeptos polacos, pois tem a mesma música do hino soviético, distinguindo-se deste apenas pela letra.

As autoridades polacas esperam que tudo irá decorrer dentro da normalidade e promete medidas para não permitir desacatos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.