Jota brilhou na final do Europeu de sub-19. O extremo marcou dois dos quatro golos de Portugal frente a Itália e foi decisivo na vitória dos jovens lusos na prova. O jogador do Benfica terminou a prova como melhor marcador, a par de Trincão, autor de cinco golos. Na zona de entrevistas rápidas à Sport TV, Jota dedicou o troféu aos portugueses, um "povo humilde" que tem passado por "por todas as dificuldades".

As melhores imagens do jogo

Vitória saborosa: "Era um objetivo que tínhamos desde o início e sabíamos da nossa qualidade, era o concretizar de um sonho. Estamos todos felizes e foi muito trabalho, engana-se quem pense que isto é fácil. São trinta e tal dias, trabalhar e preparar o momento".

Exibição pessoal na prova: "Foram momentos muito felizes e tive uma equipa muito forte atrás de mim a conseguir meter a bola em condições e também consegui criar espaço e oportunidades. Tudo correu bem e agora é não parar esta maré".

Chegar ao topo: "Trabalho para isso, é um objetivo que tenho desde que sou mais novo. Mas não gosto de pensar nisso. Se pensarmos no futuro, há coisas que passam. Temos de aproveitar a vida e viver o máximo".

Sofrimento na final: "Nós, portugueses, estamos já habituados a isto. Assim também é mais saboroso e este troféu também é para os portugueses, por todas as dificuldades e por sermos um povo tão humilde, trabalhador e ambicioso. Ficou demonstrada a atitude dos portugueses pelo mundo".

Geração de ouro?: "Já o Professor Marcelo Rebelo de Sousa também apelidava a nossa geração de ouro e nós queríamos dar resposta e teremos de mostrar a nossa qualidade todos os anos. O mundo do futebol é mesmo assim. Ganhámos em Baku, perdemos na Geórgia, mas não baixamos os braços e ganhámos novamente. Estamos a pensar no Mundial para ganhar".

Futuro desta geração: "Temos de continuar lá em cima, no topo. No ano passado perdemos e não baixámos os braços. E agora já pensamos no Mundial do próximo ano, que é para ganhar".

Festejar até quando? "Na quarta temos de regressar ao Benfica. Vamos continuar eufóricos e agora há que aproveitar ao máximo"

Dedicatória: "Dedico à minha família, ao meu pai, à minha mãe, à minha irmã, peças fundamentais em todo o processo e sem eles nada disto teria acontecido".

A seleção portuguesa de futebol de sub-19 conquistou o título europeu do escalão, pela quarta vez, depois dos triunfos em 1961, 1994 e 1999, ao vencer a Itália, por 4-3, após prolongamento, na Finlândia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.